terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Iniciando...

Oiê!

Estou entrando devagar nesse mundo “Au Pair”...ainda não caiu a ficha, sabe? rs (e olha que eu to no processo inicial...)


Fui nas três agências (STB, CI e Cultural Care) e optei pela Cultural Care... eles me atenderam excelentemente bem, tiraram todas as dúvidas, a palestra é muito legal e depois voltei lá para me inscrever de verdade e eles me enviaram o link para preencher o APP, já estou começando a preencher e quero marcar o teste de inglês para essa semana.


Estou com medo do teste de inglês!! Fiz inglês durante 11 anos da minha vida.... eu sei que consigo me virar mas como parei já faz um tempão e não pratico,estou meio “enferrujada” e  tenho muita insegurança nesse aspecto, estou estudando quando dá, relembrando algumas coisas, estudando perguntas, mas na verdade o que me deixa mais com medo mesmo é pq sou um pouco tímida quando conheço alguém e principalmente quando a pessoa vai me aplicar um teste, então pode ser que por causa disso não flua no começo sabe?! quero marcar pra amanhã ou sexta feira o teste!


Que Deus me ajude! Já estou preenchendo o APP, que medo que dá ao responder, né?! Só de pensar que a sua resposta que pode fazer vc ter uma família legal e talz...estou sendo 100% sincera pq acho que é a melhor maneira de se conseguir uma família que se encaixe bem...

Bom é isso!!

Vou deixar um texto que achei em um dos blogs de Au Pairs (http://arianefuturaaupair2010.blogspot.com) e achei muito legal:

Escolhas da vida
Não é tarefa fácil fazer escolhas...
No momento em que se escolhe ser médico, se está abrindo mão de ser piloto de avião. Ao optar pela vida de atriz, será quase impossível conciliar com a arquitetura. No amor, a mesma coisa; Namora-se um, depois outro, e mais outro, num excitante vai e vem de romances. Até que chega um momento em que é preciso decidir entre passar o resto da vida sem compromisso formal com alguém, apenas vivenciando amores e deixando-os ir embora quando se findam, ou casar, e através do casamento fundar uma micro-empresa, com direito a casa própria, orçamento doméstico e responsabilidades.

As duas opções têm seus prós e contras; Viver sem laços e viver com laços...
Escolha entre beber até cair ou virar vegetariano e budista? - Todas as alternativas são válidas, mas há um preço a pagar por elas.
Quem dera pudéssemos ser uma pessoa diferente a cada 6 meses, ser casados de segunda a sexta e solteiros nos finais de semana, ter filhos quando se está bem-disposto e não tê-los quando se está cansado. Por isso é tão importante nos conhecermos.
Por isso é necessário ler muito, ouvir os outros, estagiar em várias tribos, prestar atenção ao que acontece em volta e não cultivar preconceitos.
Nossas escolhas não podem ser apenas intuitivas, elas têm que refletir o que a gente é.
Lógico que se deve reavaliar decisões e trocar de caminho afinal ninguém é o mesmo para sempre não é?! –
Mas que essas mudanças de rota venham para acrescentar, e não para anular a vivência do caminho anteriormente percorrido.
A estrada é longa e o tempo é curto.
Não deixe de fazer nada que queira, mas tenha responsabilidade e maturidade para arcar com as conseqüências destas ações.
Lembrem-se: Nossas escolhas têm 50% de chance de darem certo, mas também 50% de chance de darem errado.
A escolha é sua...!

Beijinhossss...

Nenhum comentário:

Postar um comentário